HOME > APOLOGÉTICA GERAL 

O argumento teleológico

     O argumento teleológico também é bastante conhecido como argumento de design. Declara que um Desenhista deve existir no Universo e que todas as coisas vivas exibem marcas de um plano em sua ordem, consistência, unidade e modelo.
     Uma analogia típica disto é o Relojoeiro que foi dado por William Paley (1743-1805) .  O argumento é como se segue. Se você encontra um relógio no chão, você concluiria que ele foi desenhado e não produto do acaso. Igualmente, quando nós olhamos a vida e o Universo, é natural concluir que há um Desenhista que deu perfeição e ordem para a vida operarem. O olho é tipicamente usado como exemplo de design. É um maravilhoso desenvolvimento. Para que ele funcione, é necessário haver muitas partes individuais trabalhando juntas que, isoladas, não teriam finalidade alguma, servindo só ao todo. É só na sua totalidade que eles exibem sua função. O argumento de Paley é como se segue:

    Os artefatos humanos são produto de um plano inteligente. 

    O Universo se parece com os artefatos humanos.

    Por conseguinte o Universo é um produto de um plano inteligente.

    Mas o Universo é complexo e gigantesco, comparado com os artefatos humanos.

    Há provavelmente, pois, um Desenhista poderoso e imensamente inteligente que criou o Universo.

Forças do argumento 

   Este argumento é simples de entender e tem um mérito pois os humanos são projetistas por natureza e é natural pensar em termos de coisas que tem propósito. É também consistente com Rom.1:20, 

Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis;
     Eu creio que o argumento teleológico tem grande peso porque é consistente com as Escrituras. A Bíblia mostra que nós somos feitos à imagem de Deus. Então, há certas coisas para as quais nós pensaremos. Ainda que o incrédulo negue a verdade de Deus em seu erro (Rom. 1:18-32), a verdade está ali.
     Além disso, os evolucionistas tem dificuldade em explicar o aparente design dos olhos, coração e cérebro onde muitas partes diferentes formam o todo. Estas partes individuais não tem nenhum propósito exceto quando funcionam juntas. Como a evolução explica estes detalhes? Até agora, não pôde.

Falhas do argumento

     A idéia que o Universo é desenhado é subjetiva. As diferentes observações no mundo natural podem produzir divrsas teorias de sua existência. Assim, esta prova se constrói na analogia. Se nós encotrarmos coisas no Universo que são caóticas, não há então nenhum Desenhista por analogia.

___________________ 
    Fontes:

  • Baker Encyclopedia of Christian Apologetics, by Norman Geisler, Baker Book House,
    Grand Rapids, MI, 1999. 
    Christian Apologetics, by Norman Geisler, Baker Book House, Grand Rapids, MI,1976. 
    The New International Dictionary of the Christian Church, ed. J. D. Douglas,Zondervan, Grand Rapids, MI, 1978. 

Matthew J. Slick
Tradução de Emerson de Oliveira

 

VOLTA