HOME > SEITAS E HERESIAS > TESTEMUNHAS DE JEOVÁ 

                 Respondendo as objeções da Sociedade Torre de Vigia 

David Henke
Tradução: Stephen Adams

As Testemunhas de Jeová dizem para os cristãos que a palavra "Trindade" não se encontra nas Escrituras, que a doutrina é irracional, é de origem babilônica pagã, foi introduzida na doutrina da Igreja no séc. IV, é um "compliado e esquisito Deus de três cabeças" (Seja Deus Verdadeiro, pág. 83) e finalmente, chamarão de anti-bíblico.  

A palavra "Trindade" está na Bíblia?  
Uma das objeções mais fáceis de responder é a acusação que a palavra "Trindade" não está nas Escrituras. Verdade, não está.  

O termo foi atribuído a Teófilo (116 a 181) e Tertuliano (160 a 220). Expressa o ensino bíblico de três Pessoas (tri) em um Deus (unidade). 

Se as TJ insistem que este ponto é importante, então eles terão que explicar onde estão nas Escrituras dos termons "milênio", "teocracia" e "arrebatamento". Elas deixarão de crer em sua doutrina só porque estas palavras nãos aparecem nas Escrituras?  

É irracional? 
Deve ter-se presente e muito falado às Testemunhas, que o sentido em que Deus é "um" (Sua natureza) é diferente do sentido em que Ele é "três" (Pessoas). 

Como o Rev. John S. Banks disse em Manual de Doutrina Cristã "a combinação dos elementos não envolvem nenhuma contradição lógica, porque eles não se referem a Divindade em respeitos diferentes, um a natureza, o outro às pessoas. O mero fato de ser um mistério incompreensível não é uma objeção, cada verdade com respeito a Deus não é menos misteriosa" (pág. 108). 

Deus é um ser infinito e o homem é uma criatura pecadora por isso a definição humana é incapaz de comrpeender a perfeição infinita, sem ter em conta se é o Deus da STV ou o Deus bíblico.  

Uma doutrina pagã? 
É verdade que havia "trindades" pagãs na antiga Babilônia, mas este fato usado pela STV como uma crítica na verdade é uma evidência a favor de um triúno Deus. 

Robert Watts, em New Apologetics diz que as trindades pagãs eram "fragmentos residuais do conhecimento perdido de Deus, não as fases diferentes em um processo de evolução teológica, mas evidência de uma degradação moral e espiritual"  (pág. 195; como citado na Teologia Sistemática de Augustus H. Strong,pág. 352). 

Assim, por Israel ter passado 400 anos no Egito pagão, onde havia a tríade de Osíris, Ísis e Hórus, Deus começou sua educação teológica estabelecendo a unidade de Deus primeiro. Depois, eles aprenderam da pluraidade de Pessoas dentro da unidade de um Deus. Começar a revelar a pluraridade dentro da unidade iria deixar uma porta aberta para a interpretação consistente com as falisifcações pagãs. Esta idéia aparece no livro The Two Babylons de Alexander Hislop. 

Hislop diz sobre as trindades pagãs: "todas estas têm existido nos tempos antigos. Enquanto eram recobertas com idolatria, o reconhecimento de uma Trindade era universal em todas as nações antigas do mundo e demonstra como estava profundamente arraigado na raça humana a doutrina primitiva deste assunto tão distinto em Gênesis"  (pág. 18). 

Uma invenção do séc. IV? 
As TJ dizem que a doutrina é de uma origem posterior, um produto do séc. IV, uma invenção humana. Com o advento de Jesus e as Escrituras do NT, Deus revela a pluraridade de Pessoas claramente na Divindade. 

O que nós vemos na história da Igreja deste ponto até o séc. IV é uma controvérsia crescente sobre a pessoa de Cristo e não se três Pessoas compreendem um Deus. 

Para a maioria esta era uma discordância sobre Sua humanidade, não Sua divindade. O gnosticismo da época, que influiu em alguns dos Pais da Igreja, não viu que esse Deus que é puro e santo poderia ter qualquer contato real com a matéria que eles viam como má.  

Assim, a Encarnação de Deus em Jesus Cristo (Emanuel, que significa "Deus conosco") apresentou a alguns Padres da Igreja problemas sobre a verdadeira humanidade de Jesus. Era seu dilema deduzir como Jesus, que eles entendiam ser Deus, poderia assumir um corpo material que é mau? 

Este era o problema que João resolveu em Jo.1.1. Ele declarou que quem "negasse que Jesus Cristo veio em carne era o anticristo" (IJo. 4:1-3). 

Quando a STV diz que a doutrina da Trindade doi "formulada" no séc. IV eles estão querendo dizer que foi inventada. Eles estão equivocados. A doutrina foi crida na Igreja desde o tempo dos apóstolos.  

Uma doutrina raramente se define precisamente até algum erro vir a forçar uma definição precisa. Isto que define do que a Igreja já cria sobre Deus era o que os Concílios de Nicéia e Constantinopla confirmaram.  

VOLTA