HOME > SEITAS E HERESIAS > TESTEMUNHAS DE JEOVÁ 

O ano da destruição de Jerusalém e seu Templo foi em 586 a. E.C. e não em 607a. E.C.

Por: http://www.testigosdejehova.info
Tradução: Stephen Adams

Tablete BM 21946                    Tablete BM 21946

Este tablete com caracteres cuneiformes da Babilônia denominado BM 21946 narra a captura do rei Joaquim e a entronização de Zedequias por Naduconodosor

No ano de 1955, o estudo de 2500 tabletes com escrita cuneiforme que estavam guardados no Museu Britânico de Londres, revelou este dado extraordinário. O arqueólogo D.J. Wiseman, ao traduzir um desses tabletes, o B.M 21946, encontrou a seguinte informação da chancelaria do rei babilônico: "No sétimo ano, no mês de kislev, o rei ordenou...seu exército se dirigiu ao país de Chatti (Síria).  Estabeleceu seu acampamento em frente a cidade dos judeus e conquistou a cidade em 2 do mês de Adar (16 de março do ano 597).  Fez prisioneiro o rei (Joaquim) e encomendou a cidade a um rei que o colocou em seu lugar (Zedequias). Tomou seus tesouros e os fez trazer a Babilônia".

Esta é a informação original desta crônica caldéia escrita no tablete B.M. 21946 em suas linhas 11, 12 e 13 acerca da primera conquista da cidade dos judeus (Jerusalém) por Nabuconodosor, que concorda com o relato que a Bíblia faz no segundo livro dos Reis cap. 24.

No livro de IIRe. 25: 1-6, lemos: “Sucedeu que, no nono ano do reinado de Zedequias, aos dez dias do décimo mês, Nabucodonosor, rei da Babilônia, veio contra Jerusalém, ele e todo o seu exército, e se acamparam contra ela, e levantaram contra ela tranqueiras em redor. A cidade ficou sitiada até ao undécimo ano do rei Zedequias. Aos nove dias do quarto mês, quando a cidade se via apertada da fome, e não havia pão para o povo da terra, então, a cidade foi arrombada, e todos os homens de guerra fugiram de noite pelo caminho da porta que está entre os dois muros perto do jardim do rei, a despeito de os caldeus se acharem contra a cidade em redor; o rei fugiu pelo caminho da Campina............Então, o tomaram preso e o fizeram subir ao rei da Babilônia, a Ribla, o qual lhe pronunciou a sentença”.

Então temos, que se Zedecias subiu ao trono por ordem de Nabuconodosor em seu ano sétimo, ou seja, o ano 597 a. E.C. e a causa de sua rebelião, Naducodonosor tomou a cidade pela segunda vez no ano onze do reinado de Zedecias, como temos lido na crônica de segundo Reis e que também corrobora en seu livro Jeremias, capítulo 39 versículos 1 e 2,  encontramos que restando-lhe os 11 anos aos 597 a. E.C., a destruição de Jerusalém e do Templo ocurreu no ano 586 a. E.C.

Agora podemos compreender melhor que na realidade os setenta anos da desolação de Jerusalém (ou seja, seu sistema de adoração) començaram no ano 586 a. E.C., com a destruição do Templo de (YHWH) e duraram até 516 a. E.C. com a inauguração do novo Templo.

Ver lo livro:  E a Bíblia Tinha Razão, Werner Keller,  páginas 264-269

VOLTA