HOME > SEITAS E HERESIAS > TESTEMUNHAS DE JEOVÁ 

Uma história resumida das Testemunhas de Jeová

©Timothy Campbell

Traduzido por Fábio Pacheco com permissão, de 
  Translated by Fábio Pacheco with permission, from 
     
www.beyondjw.com/ 

Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (a organização dirigida pelo Corpo Governante das Testemunhas de Jeová) reivindica ser o canal exclusivo de informação entre Deus e a humanidade. 

Eles fundamentam esta reivindicação em uma cronologia complicada, inventada pelo adventista N.H. Barbour em 1875. O fundador das Testemunhas de Jeová, Charles Taze Russell, obteve muitas das idéias de Barbour, e outros que especularam sobre profecias da Bíblia. Em 1884, Russell fundou a Sociedade Torre de Vigia que se tornou a corporação legal usada pelos Estudantes Internacionais da Bíblia, o nome anterior das Testemunhas de Jeová. 

A cronologia afirmava que Jesus tinha invisivelmente voltado a terra em 1874 para preparar o reino dele, e que em 1914, ao término do "Tempos dos Gentios", o senhor Jesus viria julgar a terra e aniquilar o mal. 

Quando nada de sobrenatural aconteceu em 1914, a Sociedade Torre de Vigia começou a transferir todas as doutrinas de 1874 para o ano de 1914. Eles explicaram que o reino de Cristo tinha sido estabelecido invisivelmente em 1914, e que embora os governos seculares ainda estivessem de pé, suas regras não eram mais válidas. Baseado nos escritos da Sociedade, as Testemunhas de Jeová olhavam adiante para os eventos momentosos no ano de 1918. 

Quando nada de sobrenatural aconteceu em 1918, a Sociedade esperou por eventos momentosos em 1925. 

Quando nada de sobrenatural aconteceu em 1925, a Sociedade perdeu três quartos de seus membros. 

Charles Taze Russell estava seguro de ser o "Servo Fiel" e Sábio de Mateus 24:45-47, mas próximo a 1928, a Sociedade aplicou isso a seus líderes. Eles ensinaram que a escritura era uma profecia, e que em 1918 eles tinham sido escolhidos por Jesus "acima de todas as "cabeças". Desde que eles acreditaram que Jesus estava regendo o mundo invisivelmente, eles reivindicaram para si, a posição do canal de comunicação entre Deus e o gênero humano. 

A Sociedade conferiu suas predições e explicou que todas as profecias em Mateus 24 e 25 aconteceriam dentro de uma "única geração" (Mateus 24:34), assim o tempo do " fim do mundo" (Mateus 24:3) poderia demorar de 30 a 40 anos. Em 1929, a Sociedade construiu uma mansão ("Beth Sarim") para abrigar os profetas ressuscitados que eram esperados para breve. A nova definição de "geração" prometeu eventos momentosos para a década de 1940. 

Quando nada de sobrenatural aconteceu próximo a 1945, a Sociedade estendeu o significado de "geração" para 80 anos (o período máximo de vida típico de um Homem, como explicado em Salmos 90:10). "Beth Sarim" foi eventualmente vendida. 

Embora 1914 mais 80 resultem em 1994, em 1966 a Sociedade Torre de Vigia decidiu que o ano de 1975 era "significante", porque eles tinham calculado que marcaria o fim de seis mil anos da criação de Adão e Eva. Publicações da Sociedade indicaram fortemente que "o fim" entraria porta adentro em 1975. 

Quando nada de sobrenatural aconteceu em 1975, a Sociedade Torre de Vigia perdeu muitos membros. Eles explicaram que o tempo entre a criação de Adão e criação de Eva era desconhecido, assim, a data de 1975, era apenas especulativa. 

Em 1980, a Sociedade sugeriu que as Testemunhas e o pessoal das publicações tinham sido por demais entusiásticos sobre a "possibilidade" do Armagedon em 1975. Isto não atraiu de volta os milhares que tinham saído, mas a habitual pregação de porta em porta restabeleceu o rápido crescimento que as Testemunhas tinham desfrutado com a impactante profecia de 1975. 

Quando o ano de 1994 chegou (1914 mais 80 anos), nada de sobrenatural aconteceu. A Sociedade não tinha dado uma significação especial [1] para 1994, mas o assunto da "geração" estava ficando desconfortável. Os membros especiais da Sociedade (os 144.000 que foram ungidos, baseado em uma interpretação de Revelação) estavam desaparecendo. A reivindicação de que Jesus havia designado a Sociedade Torre de Vigia como servo especial em 1918, estava ficando difícil de defender. 

Em 1995, A Sociedade Torre de Vigia decidiu que "geração" não significava uma geração física (i.e. 80 anos) mas significava "idade", como em "era". Isto estendeu o "tempo do fim" indefinidamente. Ainda quando o último dos membros especiais dos 144.000 desaparecer, a Sociedade terá que ser dirigida por membros regulares. 

Uma inspeção mais profunda do contexto de Mateus 24:34 faz a interpretação de "idade" difícil de entender, visto que Jesus fala da geração que "desaparece" (que parece um evento físico). A Sociedade Torre de Vigia afirma que apenas Ela entende "geração" significando "idade", porque tem status especial que foi concedido a Ela em 1918. 

A revista Sentinela, publicada pela Sociedade, tem dito que o fim é "em breve", em cada assunto, desde sua primeira impressão... em 1879. 


NOTAS DE RODAPÉ 

[1] "Nenhum Significado Especial" 

A Sociedade não considerou 1994 "especial", porque era suposto que o fim ocorreria dentro do tempo de um período de vida humano típico (como "geração" foi interpretada então), não ao término de uma geração. Aqui estão algumas citações das literaturas da Torre de Vigia que ilustra a posição deles antes de Novembro de 1995. 

A Sentinela 01/12/1968 pág. 715: 
... Não disse Jesus que esta geração não passaria até que todas as coisas fossem cumpridas? Uma geração, de acordo com o Salmo 90:10, é de setenta a oitenta anos. A geração que testemunhou o fim dos "Tempos dos Gentios" em 1914 não tem mais muitos anos restantes - Lucas 21:24, 32-36. 

A Sentinela 15/12/1967 pág. 751: 
... a expressão "esta geração" era usada por Jesus para marcar um período muito limitado de tempo, o tempo de vida de uma geração das pessoas que vivem durante o tempo de certos eventos e acontecimentos. De acordo com o Salmo 90:10, aquele tempo de vida poderia ser de setenta anos ou até mesmo de oitenta anos. Neste período comparativamente curto de tempo deve ser aglomerado todas as coisas que Jesus profetizou em resposta ao pedido para um "sinal quando todas estas coisas estão destinadas a chegar a uma conclusão." (Marcos 13:4) 

Despertai! -  Cabeçalho de Março de 1988 até Novembro de 1995. 
Importante, esta revista gera confiança na promessa do Criador de um novo sistema pacifico e seguro, antes que a geração que viu os eventos de 1914 desapareça.

 

VOLTA