HOME > SEITAS/HERESIAS > TESTEMUNHAS DE JEOVÁ 

                    Jesus Cristo - o Autor da vida ou uma criatura?

Por: Emerson de Oliveira

Uma das mudanças mais claras na Tradução do Novo Mundo (doravante TNM) é em At.3.15, que diz, na Almeida (todos os grifos são nossos):

"Dessarte, matastes o Autor da vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas" 

A TNM diz:

"ao passo que matastes o Agente Principal da vida. Mas, Deus levantou-o dentre os mortos, fato de que somos testemunhas".

A palavra em questão aqui para "Autor", em grego, é "archegos". Vejamos o que diz o Dicionário Strong

747 archgov archegos 

1) Líder principal, príncipe

1a) de Cristo

2) Alguém que tem a primazia em qualquer coisa como, por exemplo, um predecessor em algum assunto, pioneiro 

3) O autor

Fica claro que a TNM seguiu a primeira opção. Apesar de que a denominação "Agente Principal" é muito fraca, as próprias TJ admitem que ela signifique a primeira opção do dicionário (opção 1). Mas será que em At.3.15 archegos significa "líder principal"? 
As TJ não admitem que Jesus é eterno como Jeová, sendo uma mera criatura e isto pode ter influenciado a tradução. O Estudo Perpicaz das Escrituras (p. 534) mostra a opinião TJ sobre Jesus:

"E visto que Jeová é a Fonte de toda a vida, toda a criação animada, visível e invisível, deve sua vida a ele. (Sal 36:9) Então, o Filho, em vez de ser Concriador, era o agente ou instrumento por meio de quem Jeová, o Criador, operava"

E na p. 755:


"Mas o Ló·gos, mais tarde chamado Jesus, é o "Filho unigênito de Deus". (Jo 3:18) É o único de sua espécie, o único a quem o próprio Deus criou diretamente, sem a intermediação ou cooperação de qualquer criatura. Ele é o único a quem Deus, seu Pai, usou para trazer à existência todas as outras criaturas"

Sem entrarmos no debate se Cristo é ou não criatura, o fato é que parece visível que a Torre de Vigia distorceu o versículo de Atos para que este não desse o sentido correto de que Cristo é o AUTOR da vida (por conseguinte, Deus). Vejamos o que diz o Dicionário Expositório de Palavras do Novo Testamento, de Vine (que as Testemunhas admiram e citam bastante):

"AUTOR
archegos NT:747, traduzido como 'Príncipe' em At. 3:15 (na Almeida CF - marg., "Autor") e 5:31, mas 'Autor' em Hb. 2:10, RV, 'Capitão', RV marg., e KJV, e 'Autor' em 12:2, primeiramente significa 'alguém que tem primazia, ou tem a primeira ocasião de alguma coisa'. Que Cristo é o Príncipe da vida significa, como Crisóstomo disse, que "a vida que Ele tinha não era de outro; o Príncipe ou Autor da vida deve ser Ele quem tem vida em Si mesmo". 

Portanto, para este estimado dicionário, "Autor" é a palavra correta aqui (não "líder principal"). E ainda note o que Crisóstomo disse: "que a vida que Ele tinha não era de outro", o que o onera de ser uma criatura.

A Bíblia de Jerusalém (Bj) e a TEB dizem "Príncipe". Quando as Testemunhas usam as palavras "Agente Principal", "Líder Principal" ou "Primeogênito" a Jesus, muitas vezes querem dizer que Ele é uma criatura, um mediador ou agente por quem Jeová crou todas as coisas. Elas não admitem que Jesus compartilha com Deus a divindade. Mas vimos que o Dicionário Vine define que o correto é usar "Autor da vida" em 3.15. Portanto, a tradução (e interpretação) das Testemunhas está errada.

VOLTA