HOME > SEITAS/HERESIAS > TESTEMUNHAS DE JEOVÁ 

        Isto é grego para mim!! Cristo - o Primogênito em Cl. 1:15 

Fred Russell - www.watchman.org
Tradução: Emerson H. de Oliveira


Freqüentemente, quando falamos com uma Testemunha de Jeová, o assunto irá pela divindade de Jesus Cristo. Um dos meios mais eficazes de compartilhar o Evangelho com uma Testemunha de Jeová é usar fotocópias de seus próprios livros e revistas. Ao se fazer isso, a Testemunha de Jeová provavelmente irá ouvir melhor o que você irá dizer. Isto também pode efetivamente demonstrar que a Torre de Vigia é um falso profeta. Até que esta confiança na autoridade da seita ser minada as TJ estarão impossibilitadas de ouvir verdadeiramente sobre Deus e a Bíblia. 

Quando falamos à Testemunha de Jeová sobre a divindade de Cristo elas quase sempre nos mostrarão Cl. 1:15, que  diz: "...quem é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda criatura" (grifo nosso). Elas irão dizer corajosamente que é óbvio que Jesus Cristo nunca foi, nem nunca será Deus porque este versículo diz claramente que Ele é o "primogênito" de Deus. Para a Testemunha de Jeová este versículo reforça o que eles são repetidamente ensinados pela Torre de Vigia, por exemplo, que Jesus Cristo é "a primeira e maior criação de Deus" e não pode ser a Segunda Pessoa da Trindade (Raciocínios à base das Escrituras, pág. 409) 

Para alguém novo na fé ou não fundamentado na Palavra de Deus isto pode parecer como uma interpretação plausível desta passagem. Mas na realidade este tipo de ensino é somente a velha heresia ariana ressuscitada. Esta heresia foi condenada no Concílio de Nicéia em 325 d.C. 

As TJ só somaram a esta doutrina herética que Jesus Cristo é o arcanjo Miguel. Mas peça para uma TJ mostrar um versículo que prove esta doutrina blasfema e veja ficarem decepcionadas (Raciocínios à base das Escrituras, pp. 408-409)! 

A palavra chave em Cl. 1:15 é a palavra "primogênito" que é em grego, PROTOTOKOS. Esta palavra só encontrada sete vezes no Novo Testamento e é "...rara fora da Bíblia e não aparece antes na LXX" (LXX se refere a Septuaginta - uma tradução grega do Velho Testamento aem cerca de 200 a.C.). É importante termos grande cuidado para ver como esta palavra é usada DENTRO DO CONTEXTO na Bíblia. Deveríamos comparar com outras passagens das Escrituras que usam esta palavra e consultarmos as autoridades gregas (Dicionário Teológico do Novo Testamento, pág. 967). O renomado manual grego The Linguistic Key To The Greek New Testament (Chave Lingüística Para o Novo Testamento Grego) diz que esta palavra " ...enfatiza a preexistência e singularidade de Cristo como também sua superioridade na criação. O termo não indica que Cristo era uma criação ou um ser criado" (pág. 567). 

Se formos pesquisar esta palavra grega em outros dicionários veremos que todos dão o mesmo significado. O próprio Dicionário Vine define: 

PRIMOGÊNITO 
As cinco passagens do NT que com respeito ao uso deste termo tem a ver com Cristo podem ser organizadas assim: (a) Col 1:15, onde é vista sua relação eterna com o Pai e a cláusula significa que Ele era o "Primogênito" antes de toda a criação e que Ele produziu criação (sendo que o caso genitivo é objetivo, como é visto no v. 16); 

Que o significado desta palavra é "primazia" é claramente mostrado ao lermos lendo os versículos dezessete e dezoito de Colossenses capítulo um. Estes versículos dizem: "Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste" (ou, "se mantêm unido"). Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia" (ênfase agregada). Só o Deus Todo-Poderoso, onipresente, onipotente pode unir todas as coisas (como diz Barnes em Notas do Novo Testamento: "Ele (Cristo) tem primazia sobre o Universo que Ele formou - como Criador e Proprietário").

Lemos que Ele "é antes de todas as coisas" e "é o princípio". Isto mostra a eternidade de Cristo. Nenhuma mera "criatura espiritual" poderia ter tal poder! Só o Deus do Universo que se encarnou na Pessoa de Jesus Cristo e ressuscitou dos mortos com primazia sobre "todas as coisas", poderia ser exaltado com tais palavras! Só Deus merece toda a adoração da mesma maneira que os anjos fazem no céu!! (Hb.. 1:6; cf. Lc. 4:8) 

É importante notarmos que Deus chama Efraim, o filho de José, o seu "primogênito" dele em Jr. 31:9. Como Efraim foi o segundo filho de José depois de Manassés, é evidente como as Escrituras usam este conceito. Como em Cl. 1:15, o significado é "primazia" e não se refere a um filho primogênito literal. Compare este versículo com Gn. 48:14 onde Israel pôs a mão direita na cabeça de Efraim e não emManassés quando ele estava a ponto de os abençoar. Na Septuaginta, esta mesmo palavra grega, PROTOTOKOS, é usada em Jr. 31:9. Assim, a Bíblia dá sua própria definição desta palavra mesmo sem usarmos qualquer outra fonte. 

Uma outra coisa importante de se mostrar é que nem as TJ nem os teólogos interpretam esta palavra com o sentido literal de "primogênito". Quem é o "primogênito" literal segundo a Bíblia? Não é Jesus Cristo mas, pelo contrário Caim, filho de Adão e Eva! Assim, os dois grupos entendem metaforicamente esta importante palavra grega. 

A Sociedade de Torre de Vigia alega que isto significa que Jesus é a "primeira criatura" de Deus, algo que não tem qualquer apoio erudito bíblico (Raciocícios à Base das Escrituras, pp. 408-409). A Igreja cristã, por outro lado, sempre ensinou que o termo significa "preeminente" ou "superior" com apoio de virtualmente todas autoridades lingüísticas e das Escrituras. Devemos concluir que a compreensão correta desta palavra grega deve ser "preeminente" e não "primeira criatura". 

VOLTA